29 de agosto de 2011

Paris hoje..

Paris e muito legal.. Isso todos ja sabem..
O teclado aqui è frances entao nao tem acentos fàceis..( as letras sao em outra ordem.. Eu ja sabia è logico, mas achei que eu poderia escolher.. Nao pode.. aqui tb nao tem muitas lan houses, entao vai assim mesmo)
Essa historia de que frances è entojado è coisa de brasileiro burro..
Eles sao muuuito legais e me tratam super bem.
Logo na chegada o cara do Metro (no aeroporto.. Sim.. Metro do aeroporto p cidade tem sim..9 euros.. E antes que algum Zè fale "porque ce nao comprou bilhete p semana inteira.." è porque so vende na semana..).. enfim.. o cara do metro me informou a estacao mais proxima do meu hotel num mapa de 2009 (como no Brasil.. servico publico e  um pouco atrasado..) e tinha outra mais perto..Mas ele n fez por mal.. Perguntei p um cara na saida do metro e ele nem falava ingles direito..
Sabe o que ele fez.. Me levou até a casa dele, pegou o carro e me levou até o hotel.. E ele nao era gay..
Fui jantar e a garconete me trouxe ratatoille (eu acho).. (parece um cozido de berinjela) à mais porque eu nao conhecia..e ficou extremamente agradecida porque eu paguei 10% de gorjeta..
Aqui p eles Paris é so o centro mesmo.. Se vc anda 10 minutos eles chamam de suburbio..
Meu suburbio fica a uns 10 min de metro de Paris..
Hoje tem muita coisa fechada, porque que geralmente o que abre sàbado fecha na segunda..
é dificil voltar em um lugar porque eu vou andando e olhando o que tem mais pra là.. e depois n dà p voltar..
Nao da nao porque nao é possivel, é so porque sempre tem mais na frente..hahaha
E seguindo esse raciocinio ja fui até o suburbio e voltei..umas 3 vezes..
Aqui tambem tem gente na rua pedindo dinheiro.. Nos lugares de turista entao.. é impossivel de se ficar..
Na primeira eu tentei escapar com um "sorry.. I don't speak french" e ela respondeu " please, sir, only one euro.."
Outra vez eu disse que so tinha cartao e a pedinte " ok, you can pick the money and give to me"..
Huahuahuahua.. é logico que nao dei..
Cara.. como tem brasileiro aqui.. Ouvi varias pessoas falando portugues.. Nao so em pontos turisticos, mas nos suburbios tambem..
Esse post vai sem foto pois nao trouxe o cabo do Inegocinho (ipodtouch) e nao trouxe adaptador de tomada frances.. (eu tb achei que teria outras opcoes..)
Outro dia conto mais..
Beijos e abracos à todos..

Europa amanhã..

Google da rua do Hotel [ou casa dos amigos (amie)]..

Paris..
 
Bordeaux..


 
 
 
 
 
 
 
 
 

Stockholm..


Berlin..

Amsterdam..

Paris..


Stockholm's subway




20 de agosto de 2011

Eu sou feliz.. mas não o tempo todo..

Felicidade é um termo recorrente na nossa sociedade moderna.. Existe uma ansiedade feliz que paira como uma obrigação mundial.
Mas nem sempre foi assim..(Resumindo o artigo pra você)
Na Grécia antiga felicidade era sinônimo de sorte.. Ou os deuses gostavam de você ou você já era..Naquela época não existia ascenção social por mérito..só por sorte mesmo..
Por volta de 330 A.C. os filósofos resolveram definir a felicidade como saudável. Se vc é feliz é saudável e vice-versa.. Foi o início da obrigação..
Depois vieram os católicos com suas teorias sobre o sofrimento na terra e felicidade no céu..
Vc até podia ser feliz temendo a Deus em vida, mas o grande prêmio era no final..na morte..
Idéia de felicidade era algo como se vc estivesse brincando com um cachorrinho fofo todo o tempo..
E vc tem direito a isso segundo a constituição americana, francesa, brasileira e segundo a maioria dos povos "desenvolvidos" .. É um direito inalienável..
Mas não é o que diz a ciência: É impossível se sentir feliz todo o tempo.
Depois que vc atinge um clímax de felicidade, tem que construír um outro clímax.. E nesse intervalo de "felicidades" vc não é necessariamente infeliz..Mas não é como brincar com um cachorrinho fofinho o tempo todo..
Tem leões lá fora..
E não é necessariamente falta de dinheiro ou saúde que pode deixar alguém infeliz..
Como demonstram bem os exemplos de pobreza feliz..
O lance é conseguir vários momentos felizes.
P.S. isso não é uma tradução do artigo acima.. ele só foi usado como base para os meus comentários pessoais. Outro post sobre felicidade..


As fotos aí de cima são do Ítalo..

Também conhecido como Bob Marsiglia..

18 de agosto de 2011

Emicida.. fica na sua rua.. mano..

Ae.. Ouvi o Emicida novo (doozicabrava).. e..

É bom de dançar.. de ouvir.. ele é simpático.. (n conheço pessoalmente) os clipes legais..
Bem.. eu achei legal e tal.. a música vem vindo numas de melhorar.. tem um som bom..
Ouve que vale a pena..
“Zica vai lá..”
Mas vai sem pisá tá mano..
Sem esse papinho de rua mano.. já chega.. já sei que cê é rua.. tem isso em todas as músicas e é sua vida.. saquei.. até aí beleza..
Mas olha só.. num é por que eu sô branco e classe média que não sofri o que vc sofreu mano..
Esse preconceito contra playboy não tá com nada.. então eu sô playba p vc.. mas a real é que eu também trabalhei desde os 14 anos.. “faculdade, trampo, hora extra”
E ainda quando voltava na madruga era assaltado por manos que me tiravam de playboy..
Neguinho que já roubou dois carros que eu paguei com muito esforço é mais rua que eu..? Se fodê..
E esse papo de “Eles querem saber como faz pra chegar?” é o seu preconceito..
..“e você sabe o que eles dizem sobre os pretos”.. é o teu racismo contra os brancos de olho azul.. (pergunta pras brancas o preconceito de madame que elas sofrem..)
Então para com isso que tua música é boa p ficar fazendo esse joguinho..
Eu te respeito e vc me respeita..
Abraço.